Av. Dr. Adhemar de Barros, 566 - Sala 1008.

(12) 4102-0710

Ligue Agora

(12) 4102-0710

Horário de Funcionamento

Seg-Sex: 09:00-20:00 Sáb :09:00-18:00 Dom: 09:00-12:00

Agenda

O seu sorriso perfeito está à um clique de distância!

Ligue Agora

(12) 4102-0710

Horário de Funcionamento

Seg-Sex: 09:00-20:00 Sáb :09:00-18:00 Dom: 09:00-12:00

Agenda

O seu sorriso perfeito está à um clique de distância!

Os dois lados da moeda: implantes dentários!

Implantes dentários!

Você já deve ter ouvido muito sobre implantes dentários, sobre a tecnologia de ponta que o mercado atual traz para os profissionais e pacientes no tratamento, os resultados estéticos e funcionais excelentes, etc. A verdade é que realmente, a reabilitação oral proporcionada por implantes dentários, em muitos casos, mostra-se superior a outros tratamentos, como próteses totais ou próteses parciais removíveis, tanto pela sua maior comodidade para os pacientes quanto pelo lado biológico e funcional.

A implantodontia agrega à odontologia a capacidade da reabilitação de elementos dentários perdidos por meio de implantes, que são parafusos de titânio, que são osseointegrados, ou seja, são intimamente fixados ao nosso osso, e próteses sobre esses implantes. O resultado, como a imagem a seguir mostra, é um mecanismo extremamente parecido com como os nossos dentes funcionam, com o implante fazendo o papel da raiz dos dentes e a prótese fazendo o papel da coroa.

Mas…

Como tudo na vida, há dois lados dessa moeda, então vamos lá!

A grande vantagem desse sistema é que os implantes, pela sua relação direta com o osso, estimulam o mesmo a continuar lá, diminuindo assim a velocidade com que o osso acaba se reabsorvendo pela falta de um dente ali (os ligamentos que temos entre as raízes dos nossos dentes e o osso que as envolve são o que estimulam o osso a existir. Com a perda de um dente, a tendência é que esse osso reabsorva pela falta de estímulo, ocasionando, principalmente, a perda em altura, o que pode denunciar defeitos estéticos e funcionais importantes, e até mesmo dificultar alguns tratamentos).

Além disso, ele traz uma comodidade muito maior ao paciente por ser fixo e não apresentar grampos que em alguns casos acabam comprometendo a estética de próteses parciais removíveis.

Por ser fixo, os implantes também apresentam uma melhora funcional extremamente satisfatória, em alguns casos muito melhor do que os outros tratamentos. Em questão de devolver a função mastigatória, por exemplo, pelas próteses sobre implantes serem fixadas, o resultado em relação à prótese total, que não é fixa, é inquestionavelmente sperior. Enquanto próteses totais muito bem confeccionadas tem o potencial de devolver até 25-30% da função mastigatória, a reabilitação por implantes tem o potencial de devolver a mesma capacidade de uma pessoa com dentição permanente.

E o outro lado da moeda?

Bem, para a colocação do pino de implante no osso, nós temos de fazer uma avaliação minusciosa da estrutura periodontal do paciente, em especial fatores como a saúde, altura e espessura do osso. Em casos em que o paciente, seja pela demora ao procurar o tratamento, ou qualquer outro motivo, não apresenta condições favoráveis ao tratamento, muitas vezes são necessários etapas cirúrgicas complementares, como enxertias ósseas, para possibilitar a colocação dos implantes. Em casos extremos, pode ser até mesmo recomendável seguir uma outra linha de tratamento para a resolução do caso.

Outro detalhe extremamente importante é o pós-tratamento. Implantes dentários, apesar de estimularem muito bem o osso alveolar a manter uma taxa de reabsorção óssea similar ao normal fisiológico, não possuem a capacidade de lidar com inflamação da mesma forma que os nossos dentes. Isso significa que em um cenário de peri-implantite (inflamação ao redor do implante), a perda óssea se da muito maior do que em um quadro de periodontite (inflamação ao redor do dente). Por isso, é EXTREMAMENTE IMPORTANTE que após a confecção das próteses sobre os implantes, o paciente mantenha o acompanhamento com o cirurgião-dentista de acordo com o recomendado pelo mesmo, além de manter uma higiene extremamente boa para evitar possíveis problemas!

É o que nós sempre falamos aos nossos pacientes: a nossa parte é o fácil! Com o tratamento finalizado, começa a sua parte! Uma boa higiene é imprescindível para um bom prognóstico de qualqer reabilitação protética!

Enfim, isso é um pouco que achamos importante falar sobre os implantes dentários! Ficou com alguma dúvida? Não hesite em entrar em contato! A nossa proposta é sempre entregar materiais de qualidade para vocês!

Até a próxima!

Felipe Peloggia

Cirurgião-dentista e sócio-fundador da INTEGRA Odonto SJC. Escreve sobre tudo o que envolve o dia a dia dentro e fora do consultório odontológico. Atua como clínico-geral, com ênfase em cirurgia, prótese e estética dentro da reabilitação oral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *